sábado, 3 de janeiro de 2009

filmes de ação: FERVURA MÁXIMA

Pré-Estréia do blog Age of Asia, relembrando um grande sucesso:




Depois de dar uma olhadinha em Red Cliff (2008), a grande reestréia de John Woo em Hong Kong, parei pra ver um de seus clássicos: Fervura Máxima (1992). O policial durão Chow Yun Fat e o infiltrado Tony Leung dão um show de tiros.


Ao contrário do que muitos dizem, não achei que os personagens de Fervura Máxima (Hard Boiled) sejam superficiais, pelo contrário, cada um tem uma personalidade muito bem definida, é claro que não há longos diálogos, este produto é praticamente 80% ação.












[Chow Yun Fat em ação e à direita John Woo fazendo uma ponta em seu último trabalho em Hong Kong antes de partir para Hollywood.]

O mesmo Tony Leung protagonizou 10 anos depois um personagem similar em Conflitos Internos (Infernal Affairs) dos diretores Andrew Lau e Alan Mak que botaram várias referências do filme de Woo em sua obra, que por sua vez inspirou Scorsese a filmar Os infiltrados (The Departed, 2006).

Tanto na obra de Woo como no filme de Lau e Mak, apenas o superitendente da polícia conhece a identidade real do tira disfarçado vivido por Leung:













Tony ganha de presente um isqueiro em seu aniversário do chefe da polícia Pang (Philip Chan) e à direita cena de Conflitos Internos (Infernal Affairs) onde ele recebe um relógio de pulso do superitendente Wong (Anthony Wong) também como presente de aniversário do qual ele já tinha se esquecido.












A imagem de Chow Yun Fat empunhando uma arma com um criança no colo inspirou o diretor Michael Davis a criar o também espetacular Mandando Bala (Shoot' Em Up, 2007).

Saiba mais, leia a resenha de FERVURA MÁXIMA no blog O DIA DA FÚRIA por Luiz Alexandre